Data | 15 de fevereiro de 2019

Horário | 18:30 até 19:30.

Local | Escola Municipal Tancredo Neves

Pauta

* Enfoque aos pontos: formas de participação individual; atuação pelos núcleos; internacionalização.

  1. Análise das atividades realizadas em 2018/ Resumo da primeira conversa no ano com a presença do Henrique. Contexto: Atuamos em oficinas, enviamos um projeto e participamos de eventos em diferentes cidades. Precisamos pensar em onde seria prioritário seguir investindo energia com as mudanças ocorridas no panorama em 2019, para tanto, mapear ideias/submissões/projetos já enviados e como estão;
  2. Acompanhamento de editais. Contexto: Temos compartilhado muitas possibilidades de editais entre nós. No entanto, a conversa frequentemente não avança para o estágio de elaboração de propostas. Como proceder?
  3. Buscar formas de colaboração com o Ninho. Contexto: Historicamente o Ninho apoia nossas atividades. No entanto, vem precisando de apoios (incluindo o nosso) para manter o espaço.
  4. Servidor para começar a disponibilizar dados via núcleo BDG, possibilidade Ninho/IBICT. Discutir viabilidade, formas de trabalho e dados iniciais. Protótipo.

—- Proposta de enquete: Caráter de mobilização do coletivo, além da geoespacializacao. C: recentemente assinamos a “MOÇÃO DE REPÚDIO À IMPUNIDADE SISTÊMICA NOS CRIMES SOCIOAMBIENTAIS” (link do google form já indisponível, sendo possível acessar na lista de emails), manifestação que incluía questões às quais somos sensíveis. É plausível que sigamos nos manifestando sobre questões afins à nossa atuação? O formato de consulta prévia aos membros à adesão é pertinente?